Anonymous Press

Num mundo com tanta informação, onde todo mundo é artista, é raro, muito raro, encontrar alguma ideia que realmente tenha algum valor e que te faça pensar, “Caramba, era só isso o que eu queria ter feito”. Quando vi esse nome, Anonymous Press, achei que seria mais uma editora independente, com boa curadoria, bonita, simples… mais do mesmo. Talvez teria sido melhor se fosse assim, porque eu nunca senti tanta inveja branca na minha vida.

Já faz algum tempo em que a discussão sobre direitos autorais, fluxo de informação e o futuro das publicações impressas corre dentro e fora do meio. Todo mundo tem um palpite. Um monte de teoria a favor, um monte contra, um monte de especulação que não leva a lugar nenhum. Já sabemos o que aconteceu (e que não tem mais volta).

A Anonymous Press assumiu isso melhor do que ninguém. Da forma mais discreta e irônica possível. É quase uma piada pronta. É genial. Basicamente, é um produto construído por um ser humano e um database. Você escolhe o tema, uma busca automática é feita em algum database, e pronto, sua zine está finalizada e no arquivo do site, pronta pra ser impressa sob a demanda de qualquer pessoa, de qualquer lugar do mundo, pelo custo de 3 (três) dólares, que paga a produção e a entrega.

BATERAM COM O PAU NA MESMA! <33

*Fizemos uma zine sobre o Renan Calheiros, o que acham? Façam uma também e mandem o link pra gente.

In a world full of information, where everybody is an artist, it’s rare, super rare, to find some idea that is really worthy and makes you think “Fuck, that’s what I wanted to have done”. When I first saw the name Anonymous Press, I thought it would be just another independent publisher, with a good curation, beautiful, simple… as usual. It would be better if I was right.

It’s been a long time since they started the discussion on copyrights, information flow and the future of printed publications. Everybody has something to say. A bunch of crap theories that lead us nowhere. We all know what happened (and we know there’s no way to go back).

Anonymous Press assumed that like no one else. In the most discrete and ironic way. Almost like a ready-made joke. It’s brilliant. Basically, it’s a byproduct of an individual and a database. You choose the theme, a quick search in a database is made, and end, your zine is done and saved in the website’s library, available to be printed on-demand anytime, to anyone, by 3 miserable dollars.

<33

*We made one zine about Renan Calheiros, how do you like it? Make one yourself and send us the link.

.